logo da clinica naturale diretor medico Clínica Naturale I - São Paulo
Av. Moema , 87 cj 51-52
Moema – São Paulo
Parking : Al. dos Jurupis 452
Fone: 11 50511075
Clínica Naturale II - Interior
Avenida Antonio Ometto, 525
Limeira – São Paulo
Fone 19 34538490
HOME Conheça a Clínica Médicos Agendamento Hospital Email

Aesthetic News

Search

Informações sobre Dermatologia, Cirurgia Plástica e Cirurgia Vascular para Pacientes e Profissionais de Saúde
Information on Dermatology , Plastic Surgery and Cosmetic Veins Treatments for Patients and Health Professionals
Information à propos de Dermatologie , Chirurgie Plastique et Phlébologie Esthétique pour Patients et Professionnelles de la Santé

linkfrançais Français linlenglish English
    corporal
  facial
  setor masculino
  cirurgia plástica
  botox
  bioplastia
  peeling
  varizes
  hiperhidrose
  celulite
  depilação laser
  fotorejuvenescimento
  thermacool
  fio russo
  acne
  estrias
   
Cirurgia Plástica
  Lipoescultura
  Laserlipólise
  Mamoplastia de Aumento - Prótese de Silicone
  Mamoplastia Redutora e Lifting de Mama
  Rinoplastia
  Lifting da Face e da Testa
  Abdominoplastia e Dermolipectomia
  Miniabdominoplastia
  Otoplastia
  Blefaroplastia
  Cirurgia Plástica Masculina

 

 

Blefaroplastia

Cirurgia Plástica das Pálpebras

O Que É Blefaroplastia, A Cirurgia Das Pálpebras?

As Melhores Indicações

Riscos

Planeje A Cirurgia

Preparar A Cirurgia

Recomendações Pré-Operatórias

Onde A Cirurgia Será Executada

Anestesia

A Cirurgia

Depois Da Cirurgia

Recomendações Pós-Operatórias

Quando Voltar As Atividades Normais

Um Novo Olhar

Conheça A Técnica

O QUE É?

A pele em excesso e as bolsas que se formam nas pálpebras são sinais de envelhecimento da pele facial. Além do incômodo estético também  podem atrapalhar a visão. A Cirurgia da Pálpebra, cujo nome técnico e Blefaroplastia é um procedimento de cirurgia plástica criado para corrigir estes problemas, estéticos e funcionais. Mesmo pessoas mais jovens, se tiverem uma tendência familiar podem apresentar este incômodo.

Nestas informações procuraremos passar com clareza todas as questões envolvidas neste tipo de procedimento, para que o candidato a cirurgia tenha segurança no procedimento que irá realizar. Entretanto, estas informações não substituem a consulta médica clássica que deve ser o início de qualquer tratamento médico, por doença ou por estética. Por outro lado, colocamos com clareza todas as vantagens e riscos envolvidos com o procedimento. A noção do que seja risco é importante. Ter risco, não significa que um problema vai ocorrer com certeza, e sim que pode ocorrer em um pequeno número de situações, que com cuidado e atenção do médico e do paciente pode ser diminuído a números muito baixos. Ter esta noção exata controla emoções e mitos dando segurança no ato médico, para o paciente e para o cirurgião. Entretanto o conhecimento de todos os envolvimentos de cada ato cirúrgico, deve não trazer medo e sim segurança no que vai ser feito. As informações que oferecemos aqui ajudam a compreender as generalidades do procedimento, mas repetimos, não substitui uma consulta clássica, que deve ser feita com o Cirurgião Plástico da Clínica Naturale, que confirmará a indicação e dará perspectivas do resultado. Muito destes resultados dependem do encontrado em cada paciente e uma expectativa realista é o melhor a se obter nestes tratamentos estéticos.

AS MELHORES INDICAÇÕES PARA CIRURGIA DE PÁLPEBRA

A Blefaroplastia, como dissemos é indicada para correção da flacidez muscular e da pele  e também das bolsas palpebrais. Entretanto, esta cirurgia não removerá os pés de galinha e nem elimina as olheiras e também não tem a capacidade de elevar as sobrancelhas. Para a Elevação das sobrancelhas deve ser associado outras técnicas.

 Para os Asiáticos, uma modificação da técnica de Blefaroplastia pode criar  um vinco na pálpebra que se aproximará levemente de uma ocidentalização, mas não apagará a evidência da herança étnica ou racial. Ou seja, não pode transformar uma pessoa com traços orientais em uma pessoa com traços ocidentais.

Os candidatos melhores para cirurgia de pálpebra são homens e mulheres fisicamente saudáveis, psicologicamente estáveis, e realistas em suas expectativas. Não existe uma idade ideal para a cirurgia, mas sim, a oportunidade ideal. Essa oportunidade é determinada pela presença do defeito a ser corrigido e geralmente ocorre após a terceira década. Em casos raros, com tendência familiar de flacidez de pálpebras, a cirurgia pode ser feita mais cedo.

A Blefaroplastia pode ser feita isoladamente, ou em conjunção com outros procedimentos faciais de cirurgia como um Lifting ou elevação das sobrancelhas. Ou ser associada a outros procedimentos de medicina estética como Preenchimento e Toxina Botulínica .

A Blefaroplastia pode melhorar a aparência e a autoconfiança, mas não mudará a sua posição no mundo e nem as coisas serão diferentes por causa de uma cirurgia. O mundo pode ser mudado para você por você, e a cirurgia plástica pode lhe ajudar a se sentir bem melhor, e você estará bem melhor, mas felizmente continuará sendo você, mas você melhor.

As expectativas devem ser realistas, e o Cirurgião Plástico da Clínica Naturale ajudará a posicionar suas esperanças  com a realidade científica da Medicina.

RISCOS

Algumas condições médicas fazem a Blefaroplastia ser mais arriscada. Incluem problemas de tiróide tal como hipotiroidismo e outras doenças. Pessoas que apresentam falta de lágrimas, pressão alta, ou outras desordens circulatórias como doenças cardiovasculares, diabetes e doenças da retina ou glaucoma também necessitam maior cautela. Se houver dúvidas, O cirurgião plástico solicitará consulta com o cardiologista, oftalmologista e uma avaliação clínica cuidadosa antes de qualquer cirurgia.

Quando a cirurgia de pálpebra é executada por um cirurgião plástico qualificado, complicações são raras e normalmente leves. Não obstante, há sempre uma possibilidade de complicações, que incluem infecção ou uma reação à anestesia. Podemos reduzir seus riscos com uma boa avaliação pré-operatória e seguindo rigorosamente as orientações do cirurgião. Com estes cuidados os riscos são bem reduzidos.

As complicações menores que ocasionalmente seguem a Blefaroplastia incluem visão turva ou duplicada por alguns dias, edema temporário no canto das pálpebras; e uma assimetria leve. Alterações dos cílios também podem ocorrer. Edema e equimoses (manchas roxas) são transitórios.

Como graves complicações, alguns pacientes podem ter dificuldade de fechar os seus olhos quando dormem; em casos raros esta condição pode ser permanente. Outra complicação muito rara é o ectrópio, uma queda da pálpebra inferior. Neste caso, uma cirurgia pode ser requerida para correção. Com cuidado estas complicações podem ser evitadas ou ter sua possibilidade de ocorrer muito diminuídas.

O cirurgião não deve ser escolhido apenas por questões que envolvem preços ou facilidades de pagamentos, mas principalmente por confiança que deve ser mútua, do paciente para o médico e do médico para o paciente. Conhecer o cirurgião em uma consulta cuidadosa é muito importante para os bons resultados.

PLANEJE SUA CIRURGIA

A consulta inicial com o cirurgião plástico é muito importante. O cirurgião ouvirá sua história médica completa, então avaliará seu caso tanto do ponto de vista da cirurgia proposta, como do ponto de vista clínico. Solicita então avaliações de especialistas como cardiologista, anestesista e outros clínicos se necessário, e complementa tudo com exames laboratoriais. Assim estará pronto para proporcionar todas as informações que você precisar sobre resultados esperados e riscos envolvidos com o procedimento.

 Não deixe de informar ao cirurgião se tem qualquer alergia; se toma vitaminas, medicamentos (mesmo os mais simples), se utiliza álcool ou outras drogas, e se fuma. No período que antecede a cirurgia, não deixe de informar o cirurgião se tomou algum medicamento, mesmo os mais simples, como a aspirina e antiinflamatórios. A aspirina, como exemplo, pode alterar a coagulação sanguínea por períodos de até 11 dias seguindo-se a tomada de um único comprimido.

Nesta consulta, o cirurgião receberá suas informações oftalmológicas e observará a produção de lágrimas. Se necessário uma consulta com um oftalmologista será solicitada. Deverá ser informado o uso de óculos e lentes de contato.

Você e o cirurgião vão discutir cuidadosamente suas metas e expectativas para a cirurgia. Necessitará discutir se vai realizar o tratamento em todas as quatro pálpebras ou só as inferiores ou só as superiores. Se a pele assim como a gordura será removida, e se quaisquer procedimentos adicionais são apropriados.

O cirurgião explicará as técnicas e anestesia que ele usará, e o tipo de local onde a cirurgia será executada. Assim como os riscos envolvidos. Os honorários do cirurgião e os custos do hospital ou day hospital serão fornecidos. Utilizamos pacotes fechados, assim você terá a confiança de que vai dispender um valor exato, que lhe seja possível cobrir.

(Nota: a maioria dos seguros e convênios não cobre cirurgia de pálpebra, a menos que se possa provar uma queda excessiva da pálpebra que interfere com a visão. Nestes casos a cirurgia deve ser liberada antecipadamente pela seguradora).

Não hesite em pedir a seu médico qualquer informação, especialmente as concernentes as suas expectativas e interesses sobre os resultados. Longe de nos incomodar, você nos deixará mais tranqüilos, sabendo que compreendeu perfeitamente a cirurgia a que vai se submeter.

Estes cuidados todos não existem para criar medo e inseguranças e sim para considerarmos o respeito que qualquer ato cirúrgico, principalmente os estéticos, devem ter. Estes cuidados devem sim esclarecer mitos e desfazer expectativas incorretas e assim, com a segurança obtida, obter a tranqüilidade necessária para atingir os bons resultados.

PREPARAR PARA A CIRURGIA

O cirurgião lhe dará instruções específicas em como se preparar para cirurgia, que incluem orientações em relação à alimentação, bebidas, fumo, e evitar certas vitaminas e medicamentos e manter o uso de outras. Siga cuidadosamente as instruções que ajudarão sua cirurgia a correr perfeitamente.

 

Você deve solicitar que alguém o acompanhe no dia da cirurgia e deve se preparar para afastar das atividades pelo número de dias que o cirurgião lhe informará.

Recomendações Pré-operatórias para a Cirurgia das Pálpebras (são um modelo básico, mas cada paciente deve seguir as recomendações que lhe serão fornecidas especificamente para seu caso

1) Compareça ao hospital ou day hospital no dia e hora marcado com seu cirurgião
2) Qualquer anormalidade que porventura ocorra em seu estado de saúde deve ser comunicada, mesmo as mais simples.
3) Não utilize qualquer tipo de maquiagem no dia da cirurgia
4) Traga óculos escuros.
5) Obedeça a orientação de jejum dada pelo seu médico
6) Venha para o hospital ou day hospital acompanhado de um familiar ou pessoa de seu relacionamento

 

 

ONDE A CIRURGIA SERÁ EXECUTADA

Geralmente a cirurgia de pálpebra é realizada em regime ambulatorial, o que significa que a internação não é necessária. Utilizamos um Day Hospital, que é uma clínica com todos os equipamentos necessários para o bom resultado com a necessária segurança para o procedimento. O Day Hospital é um local tranqüilo, onde cirurgias semelhantes são realizadas. Para pacientes que apresentam problemas mais graves de saúde, opcionalmente pode se escolher um hospital geral, mas isto ocorre raramente.  A Day Clínic de grandes hospitais , onde são realizadas cirurgias sem internação também estão disponíveis.

Conheça os Hospitais e Day Hospital utilizados pela equipe de Cirurgiões da Clínica Naturale.

 

TIPOS DE ANESTESIA

A cirurgia de pálpebra normalmente é executada sob anestesia local que anestesia apenas a área ao redor dos seus olhos. É aplicada juntamente  com sedativos orais ou intravenosos. O paciente permanecerá acordado durante a cirurgia, mas relaxado e insensível a dor. (Entretanto, pode se sentir alguma náusea ou incômodo). Em alguns casos, raramente, podemos utilizar anestesia geral quando se pode dormir durante a cirurgia. Mesmo com anestesia local, se houver qualquer tipo de sedação a presença do anestesista é requerida, o que vai dar segurança ainda maior ao procedimento. O tipo de anestesia é informado para o paciente antes do procedimento, já na consulta inicial.

A CIRURGIA

A Blefaroplastia leva normalmente, em torno de 90 minutos. Dependendo do caso, existem detalhes que podem prolongar este tempo. Entretanto, o tempo de ato cirúrgico não deve ser confundido com o tempo de permanência do paciente no ambiente de Centro Cirúrgico, pois, esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória. Seu médico poderá lhe informar quanto ao tempo total.

Num procedimento típico, o cirurgião marca o trecho de pele das pálpebras superiores que serão retirados, mantendo a cicatriz escondida na dobra da pele da pálpebra. Uma porção da pele em excesso é retirada e é suturado com técnicas de cirurgia plástica. Na pálpebra inferior, na Blefaroplastia transconjutival, se tem acesso às bolsas de gordura que são retiradas. As suturas são realizadas internamente de maneira a minimizar as cicatrizes visíveis. Assim os excessos de pele são retirados e as bolsas são tratadas.

DEPOIS DE SUA CIRURGIA

Sendo a pele das pálpebras de espessura muito fina, as cicatrizes tendem a ficar praticamente disfarçadas nos sulcos da pele. Para tanto, deve ser aguardado o período de maturação da cicatriz (3 meses). Pela sua localização são passíveis de serem disfarçadas com uma maquiagem leve, desde os primeiros dias.

O edema (inchaço) dos olhos varia de paciente para paciente. Existem aqueles (as) que já no 4º ou 5º dia apresentam-se com um aspecto bastante natural. Outros existem que irão atingir este resultado após o 8º dia. Mesmo assim, os 3 primeiros dias do pós-operatório são aqueles em que existe maior “inchaço” das pálpebras. O uso de óculos escuros poderá ser útil nesta fase, assim como a utilização de compressas frias diminui a intensidade do edema.

Depois da cirurgia, o cirurgião lubrificará os olhos com cremes e vai aplicar um curativo. As pálpebras podem apresentar a sensação de estarem um pouco apertadas e um pouco doloridas, mas com o uso de analgésicos pode-se controlar qualquer incômodo. No caso de sentir uma dor mais severa o cirurgião deve ser chamado imediatamente, e tomará as medidas necessárias.

O cirurgião vai instruir para manter a cabeça elevada durante vários dias. Será orientado como limpar os olhos, que podem ficar com alguma secreção, parecido com uma leve conjuntivite durante aproximadamente uma semana. Em alguns casos podem ser recomendados colírios. As pálpebras podem apresentar a sensação de estarem secas e os olhos podem arder um pouco ou coçar. Nas primeiras semanas você pode apresentar sensibilidade a luz, e mudanças temporárias da visão, como visão dupla e um leve escurecimento. Todas estas sensações voltarão ao normal ao fim de algumas semanas, e não acontecem sempre, mas sabendo de antemão que podem acontecer e que são temporárias, evita tensões desnecessárias com a cirurgia.

O cirurgião acompanhará os resultados de perto durante as primeiras semanas, e mais distante posteriormente. O curativo será removido de 2 dias até uma semana dependendo do tipo de cirurgia. O edema e as equimoses (manchas roxas), se existirem, melhorarão no decorrer dos dias.

Recomendações Pós-operatórias para a Cirurgia das Pálpebras (são um modelo básico, mas cada paciente deve seguir as recomendações que lhe serão fornecidas especificamente para seu caso

1) Seguir rigorosamente as orientações dadas pelo cirurgião, qualquer dúvida deve ser comunicada de imediato
2) A Alimentação é livre depois da cirurgia, mas prefira a alimentação mais leve e saudável
3) Utilize compressas com água fria sobre as pálpebras. São úteis para diminuir o tempo de edema e aumentar o conforto no pós-operatório.
3) quando se expuser à luz natural e ao vento, utilize óculos escuros
4) Evitar por 8 dias o sol o vento e o frio
6) Voltar para a consulta médica no dia estipulado pelo seu médico
7) Evite tocar na região dos olhos, evite coçar os olhos
9) O médico poderá liberar, dependendo de seu caso e evolução, as suas atividades normais, após 3 a 4dias.

VOLTANDO A ATIVIDADES NORMAIS

Você vai poder ler e ver televisão depois de dois ou três dias. Entretanto, você não será capaz de usar lentes de contato por aproximadamente duas semanas.

A maioria das pessoas sente-se preparadas para aparecer em público (e trabalhar) em 7 a 10 dias. Isto depende de suas próprias características de cicatrização e de seguir as instruções do médico, logo, provavelmente, se poderá utilizar maquiagem que ajuda a esconder as marcas temporárias da cirurgia, permitindo voltar às atividades normais mais cedo. Pode haver sensibilidade para o vento e a luz intensa, durante várias semanas. A utilização de óculos de sol é interessante. O uso de um bloqueador solar para as pálpebras pode ser um bom auxiliar.

O cirurgião provavelmente  orientará a manter suas atividades a um nível mínimo e evitar atividades mais árduas por aproximadamente três semanas. É especialmente importante evitar atividades que elevam sua pressão sanguínea, incluindo dobrar o corpo para baixo, levantamento de peso, e exercícios atléticos muito fortes neste período. Também deve ser evitado o uso de álcool. Após algumas semanas, tudo voltará ao normal

SEU NOVO OLHAR

Por outro lado, os resultados positivos da Blefaroplastia, cirurgia de pálpebra, lhe darão um olhar mais alerta e jovem que permanecerá por anos. Para muitas pessoas, estes resultados são permanentes.

CONHEÇA A TÉCNICA.

 

 

Quando as pessoas envelhecem, a pele e os músculos das pálpebras ficam flácidos e a gordura acumula causando bolsas nas pálpebras

 

Antes da cirurgia o cirurgião marca os locais das incisões seguindo as linhas naturais de dobras das pálpebras superiores e inferiores. A correção é realizada com finas suturas que deixarão cicatrizes muito pouco perceptíveis

 

A gordura que forma as bolsas palpebrais são removidas juntamente com os excessos de pele

 

 

 

 

A linha da incisão da pálpebra superior é escondida exatamente no ponto da dobra da pálpebra

 

Na Blefaroplastia transconjuntival, a incisão é realizada dentro da pálpebra inferior permitindo o acesso a gordura que é removida com instrumentos muito delicados. A pele não é removida, e a incisão é fechada com uma sutura absorvível

 

 

 

 

 

 

 

Depois da cirurgia, a pálpebra superior não cai mais sobre os olhos, e a pálpebra inferior se torna mais firme e sem bolsas.

 

 

 

.

.

Seguimos os princípios do código de conduta Web de medicina e saúde. A informação é oferecida para  educação , não necessariamente  são técnicas praticadas na Clínica Naturale. Não substitui opinião médica em atendimento formal. Se você tem um  problema de saúde, contacte seu médico . O objetivo do ato médico, como em toda a prática médica, constitui-se da obrigação de meio e não de fim ou resultado. Informações e textos são produzidos por médicos da Clínica Naturale e não recebem fundos ou propaganda de qualquer empresa ou pessoa. O site é custeado pela própria clínica. Adaptado ao decreto CFM 1974/2011 que regulamenta comunicação médica e não permite fotos antes /depois de procedimentos . Fotos e desenhos  são meramente ilustrativos. Direitos são reservados. A publicação e redistribuição de qualquer conteúdo é proibida sem prévio consentimento. copyright © 1998-2012 Clínica Naturale. last actualization: